Visitas, que sejam bem vindas !!!!

Páginas

domingo, 13 de novembro de 2011

Acidente de percurso

Acho que agora estou pronta para compartilhar os fatos...

Em 20/ago/11 sofri um acidente de moto na Rodovia Fernão Dias, voltando do meu curso de Ingles. Moro em Bragança Pta e faço em Mairiporã, dá aproximandamente 60km de distancia. Acordamos e estava uma chuva tremenda por aqui e perguntei para meu namorado /noivo /esposo, como vou para o Ingles? Afinal por enquanto só estamos de moto, e ele de imediato responde: fica em casa só hoje, está chovendo muito, é perigoso, só um dia não vai fazer falta, mas eu teimosa como boa taurina que sou respondo: Não posso, e se chover direto, vou parar meu curso? Tenho meu objetivo e não posso parar. Ele então acaba comigo dizendo: Amor, toma muito cuidado, eu te amo, vc promete que vai voltar para casa, estou te esperando e eu em meus pensamentos: Deus vai me proteger, ele sabe de todo meu esforço e não me desampara e novamente ele inciste que é perigoso, mas....acabei indo.

Na ida não enxergava um palmo na frente de tanta chuva e neblina que estava. Cheguei lá e tive até de torcer a meia, mas consegui fazer minha aula.No caminho de volta já não estava mais chovendo tanto, era mais uma garoa. Mas.... tinha uma pedra no caminho na primeira curva saindo de Mairiporã, levei uma fechada e freiei a moto, estava na faixa do meio e começei a ir para cima do guard rail (mureta que divide as pistas), foi quando freiei com o da frente e fui direto ao chão, na faixa da esquerda, com acesso mais rápido. Tentei levantar rapidamente, mas estava presa na moto, então só consegui acenar para o carro de traz não passar por cima de mim. Quando vi que ele (com as mãos de Deus)parou, com a outra perna tirei a moto de cima de mim e encostei na mureta. Parou as três faixas e um rapaz desceu para me ajudar, eu rapidamente respondi que estava bem e que não precisa se preocupar, ele colocou a moto no acostamento e perguntou várias vezes se realmente estava bem, pq assim que consegui me levantar, já levei o braço direito na direção do peito com dor. Respondi que sim, que poderia continuar a viagem que eu estava bem. Esperei uns minutinhos e tentei ligar a moto e .....nada. eita e agora o que faço? Vamos dar mais um tempo, deve ter entrado água em alguma coisa, e nisso começou a chover, pensei, se eu tentar pegar no tranco e cair novamente, não vou conseguir levantar, e sozinha no acostamento da rodovia cercada de mato.....é não tem jeito, vou ter de ligar para o Dani, para quem não sabe ele é Bombeiro, dei só um toque no celular e como ele não atendeu resolvi desligar (aliás, quem atende ao primeiro toque?), ele deve estar em ocorrência, não quero atrapalhar. Então liguei para outro amigo nosso, também Bombeiro (mas de folga) para me socorrer, pq a moto não ligava. Enquanto ele chegava, passou um motoqueiro e conseguiu ligar a moto e adivinha o que fiz????? Fui até Atibaia (mais ou menos 12Km) para encontrar mais rápido com ele, a esposa e o Baby. Assim que ele desceu do carro fui logo dizendo: Amarra meu braço por favor, estou com muita dor no ombro. No caminho, já no carro liguei paa o Dani e ele todo feliz: Já está chegando? e eu com nó garganta de medo disse, mais ou menos. Cai da moto e estou indo para o hospital. Ele: Fala sério, não brinca com isso. Eu: è verdade, estou no carro com a Gabow e o Canha está levando a moto. Assim que eu tiver notícia te falo, mas relaxa que não foi nada, só uma dor do carambadorzinha. No hospital, quando o médico vem com a radiografia dizendo que tive uma fratura na cabeça do humero alto e que de imediato não precisa de cirurgia, mas que se desalinhasse o osso 0,05cm, ia direto para a mesa. Fui logo perguntando?Mas quanto tempo preciso de repouso? na segunda tenho de trabalhar. No mínimo 6 semanas. O quê? deve estar doido, pensei. Vc precisa de atestado? pode ser de uma semana só porque na proxima já vou estar bem. Como trabalho com materias para cirurgia de ortopedia, resolvi passar em especialista de ombro em SP.e a resposta foi a mesma. Então não acreditei, fiquei chocada, mas vamos lá. Repouso absoluto do braço inteiro direito e eu destra. Como escovo os Cabelo?durmo?Depilo as axilas? a resposta é rápida, não faço. Segui a risca o tratamento em Bragança e SP, quem sabe alguém mudava de idéia e me liberava logo. Mas não teve jeito, mesmo vendo as radiografias ( e olha que dava para montar um livro de tantas que fiz)sempre perguntava: E aí Dr. Já colou? e ele kkkk, ainda não 6 semanas...Conclusão: braço imóvel mesmo depois de osso consolidado (colado) atrofiou os musculos e não levantava nada. Depois que iniciei o tratamento com Fisioterapia, cada tiquinho (como peço para ela ir esticando o braço) é uma vitória. Agradeço a Aninha, minha fisio pela imeeeeeeesa paciencia e se ela deixar posto a foto deste momento.Enfim é isso. Hoje já estou quase chegando em 11:50 (assim que pergunto se esticou mais, preciso chegar em meio dia para ter o moovimento completo, e quase todo o movimento para encostar a mão na cabeça. Mas estou bem. Com força e muuuuuuuuita dor na fisio chego nos movimentos básicos.


(minha fratura foi parecida com este risco mais largo no canto direito, não sou boa de desenho, a minha sorte foi que não desalinhou o osso, senão ia direto para a tatuagem mesa de cirurgias)

Um comentário:

  1. Joyce querida,
    lendo seu post sobre acidente vc disse que trabalha com material pra ortopedia...ai mostrei meu marido e ele teve imprenssão de te conhecer...juntando aqui, ali...pode ser que vc trabalha na synhes...é isso? Vc trabalha na synthes?
    Aguardo resposta
    Bju bju
    irleyse
    maniademozao

    ResponderExcluir